De que forma a música influencia o desenvolvimento psicomotor da criança?

De que forma a música influencia o desenvolvimento psicomotor da criança?

As atividades musicais permitem um melhor conhecimento corporal, oferecem ainda diversas oportunidades para aperfeiçoar a habilidade motora.

Aprendendo a controlar os músculos e a mover-se com agilidade.

Tendo o ritmo um papel importante na formação do sistema nervoso, qualquer movimento que segue um ritmo, mostra um conjunto complexo de ações que o corpo faz, a ordem emitida pelo
cérebro para que o movimento aconteça consoante o ritmo e a coordenação que é feita
mostra a complexidade e habilidade no nosso corpo. Para este desenvolvimento, todas
as atividades realizadas com as crianças desde o primeiro ano de vida são fundamentais
para um bom desenvolvimento psicomotor. Cantar com gestos, dançar, pular, bater
palmas, bater com os pés, são atividades que desenvolvem o sentido rítmico e a
coordenação motora.

Piano Jubilos Escola de Música Compasso Divertido
Plano Jubilus

É importante que a música seja considerada pelos educadores como uma
contribuição pedagógica no desenvolvimento motor das crianças, Weigeil (1988) afirma
que as atividades musicais podem oferecer bastantes oportunidades para um melhor
desenvolvimento psicomotor, facilitando a habilidade motora, controlando os músculos
e fazendo-a mover-se com maior agilidade.
Desta forma, os jogos musicais são uma ferramenta de trabalho que o educador
pode/deve utilizar para uma melhor compreensão dos pontos fracos e fortes de cada
criança a nível da memória, observação, descriminação, reconhecimento de sons e
coordenação motora. O educador poderá adaptar atividades para o seu grupo de
crianças, de forma que as mesmas consigam adquirir as competências requeridas para
essa idade, ao mesmo tempo que fortalece a sua relação com estas crianças. As
atividades musicais ajudam a criança a conhecer e dominar melhor o seu corpo,
desenvolvendo a sua motricidade grossa (movimentos amplos) e motricidade fina
(movimentos pequenos).

A nível físico, Gainza (1988) afirma que, as atividades musicais na escola são
capazes de facilitar o alívio de tensões devidas à instabilidade emocional e fadiga. Pode-se
então dizer que é importante que as escolas proporcionem atividades musicais que
permitam às crianças crescerem e formarem-se num ambiente de tranquilidade, que lhes
dê a conhecer o seu corpo como ferramenta para chegar aos outros e ao mundo que as
rodeia. Ainda através destas atividades, o educador pode compreender quais os pontos
fracos e fortes de cada criança, tanto individualmente como em grande e pequeno grupo.
Pode ainda ser um fator importante para as crianças que têm uma adaptação mais difícil
na escola. A ligação da música às atividades motoras e à dança proporciona um
ambiente mais acolhedor e descontraído, sendo estas atividades físicas um meio para
que estas se possam expressar livremente e deste modo tornarem-se mais recetivas,
tanto às outras crianças como aos adultos em sala.

Preçário

Fonte: Maria Joana Granate Leite Santos

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

WhatsApp